sexta-feira, 6 de junho de 2008

Martelinhos, Satanás e a má circulação

Mas afinal para que servem aqueles minúsculos martelinhos vermelhos que encontramos nos transportes públicos?

Quem já acordou num autocarro ou comboio ao doce som do embate do seu próprio crânio na janela durante uma curva brusca sabe perfeitamente que, se o vidro resiste a tamanha pancada, então nem será beliscado com esses ridículos martelinhos.
E reparem que a mensagem na janela nem sequer os refere! Apenas indica "Quebrar vidro em caso de emergência", e não "Quebrar vidro com martelinho ridículo em caso de emergência. Poderão realmente ser necessárias algumas pancadinhas. Por isso o melhor é começar já!"

Mas então para que servirão? Seguem alguns usos adequados a este fabulosamente inofensivo instrumento:

1- Acordar o indivíduo que adormeceu em cima do nosso ombro sem o mínimo risco de o magoar.
2- Bater nas pernas de vez em quando para reactivar a circulação numa viagem Porto-Albufeira.
3- Fazer cócegas nos pés do indivíduo que os pousou ao lado da nossa cabeça.

Um amigo meu comentou um dia que eles só não são roubados porque já todos os portugueses têm um. Mas a questão é precisamente essa!!! Para que raios serve uma coisa daquelas na nossa casa?
Confesso que nem com a imaginação de 42 graus de febre e o respectivo delirium-tremens provocado pela ingestão de carne verde eu consigo perceber.

Talvez esses martelinhos sejam Deus, tal é a sua omnipresença e a sua intangibilidade. Talvez sejam o Demo, tal é a tentação de perceber para que servem e assim nos elevarmos a Deuses. Não foi o fogo de Prometeu forjado à martelada?
Seja como for, acho que os vou tratar com respeito. Nunca se sabe se não me salvarão a alma, se o inquebrável vidro do autocarro me quebrar a mim!

1 comentário:

Espigõum disse...

Depois do último artigo(...) tenho de admitir que este se assemelha a a um "dar a volta por cima".
Dá para rir sem dúvida. E quanto a essa de já todos terem um em casa... bem eu nunca tinha pensado nisso mas agora que leio, o meu cota tem um parecido ali para a garagem. Será que..?